O meu ponto de vista

Junho 15 2018

transferir.jpg

Liga-se a televisão e somente dois casos surgem: o Mundial da Rússia, bem como o desempenho da selecção nacional, e o caso do Sporting, com conferências diárias de Bruno de Carvalho. As abordagens a ambos os assuntos são manifestamente exageradas, mas este último é ad nauseam.

Caramba, será que, neste momento, não existe mais vida para além do futebol? Não é que adore futebol, bem pelo contrário, mas tudo o que é demais enjoa.

Quem deve esfregar as mãos de contente é o governo, pois durante um mês, pela amostra, de outra coisa não se falará a não ser da performance de Ronaldo e seus muchachos. Não há greve de docentes às avaliações, não existem perturbações nos transportes, etc., etc. Até o âmbito da Saúde, sector sempre em ebulição, parece que está a funcionar às mil maravilhas.

Deste marasmo informativo só um incêndio – vá de retro Satanás – como o de há um ano nos salvava. Agora mais a sério: previnam-se, pois, no início da próxima, os termómetros subirão bem acima dos trinta graus.

publicado por Hernani de J. Pereira às 09:12

Junho 05 2018

images.jpg

Os tempos são de mudança, como costumo dizer. Só que, nos últimos tempos, esta mudança é tão feroz e tão acelerada que é extremamente difícil de acompanhar. Por exemplo, para os lados de Alvalade, de hora a hora, tudo se pode alterar.

Então, não é que Jesus se quer aliar aos árabes? Caramba, já nem em Jesus podemos confiar? A crise é exponencial e explosiva e os petrodólares são de tal monta que até este não consegue resistir e pretende mudar-se.

Os amores de ontem são ódios de hoje. Conhecemos os primeiros mitos, as viagens sucederam-se, os sonhos proclamaram-se e as jornadas intensas sucederam-se. É certo que muito foi conquistado e feito. Honra e glória a quem esteve na primeira linha. Mas, como o nosso bom povo costuma dizer, mais importante que entrar bem é saber sair melhor.

Bruno de Carvalho ofereceu paixão e razões de amor ainda maior. Todavia, ao que restou não leve o rancor. Só assim o coração do leão voltará a bater ainda mais forte.

publicado por Hernani de J. Pereira às 13:40

Maio 20 2018

transferir.jpgtransferir (1).jpg

Como amiúde costumo afirmar, têm sido dias muito difíceis. Final de aulas do meu 12º profissionalizante, bem como o início da sua FCT, vulgo estágio; términus de um longo período de chuvas e consequentes sementeiras de Primavera; sem esquecer alguns imbróglios pessoais e familiares não fáceis de resolver. Resultado: um acumular de tarefas difíceis de ultrapassar.

Daí a falta de notícias. De joelhos peço perdão.

Dou como exemplo o dia de ontem. Em função das múltiplas actividades que tive de enfrentar na sexta-feira p.p. só ontem, de madrugada, consegui deslocar-me a St. George, em Windsor, com vista a participar no casamento de Harry – notam que não necessita de sobrenome? – com Meghan Markle, para o qual há muito tinha sido convidado. O avião particular não teve qualquer dificuldade em levantar voo do Porto – sim, prefiro esta cidade relativamente a Lisboa, tanto mais que o ambiente por estes lados se nunca se recomendou, agora muito menos. O problema surgiu ao tentar aterrar em Londres. Restrições de voos e tráfego hipersaturado levaram-me quase a uma crise de nervos. Valeu-me a minha fleuma, por alguns classificada como maior que a britânica.

Chegado àquele santo local, mais uma contrariedade. O lugar que me reservaram  – estou perfeitamente convencido que a maioria bem me viu – foi mesmo atrás de Camila Parker Bowles, a qual, para além de não dever nada à beleza, tinha, ainda por cima, um chapéu que, para além de ser horrível, era sobretudo enorme, me impediu de acompanhar a cerimónia tão atentamente quanto era meu desejo.

Abro um parêntese para dizer que, como habitualmente, a Camila passou a cerimónia quase toda a meter conversa comigo. Ainda bem que o Charles não tem ciúmes. Pudera! Era dear para aqui, dear para acolá, dear para … que, a determinada altura, tive que fazer uma "má" cara, como a dizer-lhe que com tanto dear fosse dar banho ao cão.

Claro que com esta deslocação, bem como os sucedâneos posteriores por terras de Sua Magestade – depois coloco as fotos – perdi a entrevista dada por BdeC aos jornalistas. Constou-me que durou duas horas. Bem não admira, um outro ditador e segundo dizem também esquizofrénico – refiro-me a Fidel Castro – fazia conferências de sete e mais horas. O certo é que, segundo li no The Guardian, aquando do regresso a este bendito rectângulo à beira-mar plantado, não perdi nada de novo. Foi mais do mesmo: o puto não se demite.

publicado por Hernani de J. Pereira às 16:01

Maio 16 2018

transferir.jpg

Quero escrever algo. Porém, longe de mim falar sobre o caso do Sporting. E falar sobre o Trump português, vulgo Bruno de Carvalho? O que acham? A resposta é não. E referir-me à corrupção que mora agora para os lados de Alvalade? Sinceramente, não me apetece.

Então, pronuncio-me sobre o quê? É que actualmente nada mais importa neste país. Não acreditam? Vejam as aberturas dos telejornais, independentemente do canal que sintonizarem.

Assim sendo, esta crónica não tem sentido. C'est fini!

publicado por Hernani de J. Pereira às 22:30

Fevereiro 20 2018

transferir.jpg

Isto de não poder ver televisão, ler jornais, ouvir rádio e muito menos frequentar redes sociais, tem levado, nos últimos dias, algumas pessoas a tornarem-se autênticos zombies. Como só visionam o canal do clube, passam os olhos unicamente  pelo jornal verde e branco, quase tudo lhes passa ao lado.

Por exemplo, ontem não viram o jogo do Sporting e muito menos o segundo golo, o qual entrou nas redes da baliza do Tondela dez minutos para além do regulamentado. Abra-se um parêntesis para dizer que, no final dos 90 minutos, o árbitro deu mais 4 para compensar as paragens do jogo. Até aqui nada de novo, como se costuma dizer. Aos 3 minutos e 50 segundos, i.e., 10 segundos antes do apito final, registou-se uma lesão de um jogador do Tondela. Interrompido o jogo, como é óbvio, cerca de 2,5 minutos, o mesmo foi reatado, não para concluir os aludidos 10 segundos, mas – pasme-se - prolongado até aos 10 minutos. E isto porque, entretanto, os leões marcaram o golo da vitória, pois, caso contrário, duraria até, até … que marcassem.

Quanto a Bruno de Carvalho, o excelso, o impoluto e incorruptível presidente do SCP, o fanatismo – há quem lhe chame fascismo – que o assola é tanto que não vê o ridículo em que se coloca. Podemos estar descontentes com tudo e com todos, e, nessa via, tomar decisões pessoais em conformidade, desde que não firam a lei e os bons costumes. Porém, por muita razão que possamos ter isso não nos dá o direito de obrigar os outros a seguirem as nossas pisadas e jamais de os apelidar de serem isto ou aquilo caso não o façam. Ou será que um dia destes os sportinguistas serão obrigados a usar farda verde e branca e fazer continência de braço direito estendido?

publicado por Hernani de J. Pereira às 14:29

Fevereiro 06 2018

bruno-de-carvalho-sporting.jpg

Desde há muito que o mundo do futebol é algo que não se recomenda e cuja companhia se dispensa. A corrupção tentada e a conseguida, o excesso de dinheiro, o deixa-andar por parte das forças governamentais, as quais, independentemente da sua cor, preferem olhar para o lado do que encarar o problema de frente – a caça aos votos a isso obriga -, o novo-riquismo e, sobretudo, os dislates proporcionados pelos dirigentes, primeiros responsáveis pelo descalabro deste tão fabuloso desporto, tudo junto leva a que cada vez haja menos associados e, principalmente, menos pessoas nos estádios. Já que adeptos e treinadores de sofá continuam a não faltar.

Todavia, apesar da escandalosa situação financeira dos clubes portugueses – leia-se défices exponenciais - continua a não faltar dinheiro nos respectivos cofres. Pelo menos é o que parece.

Agora, quando haviam todas e mais algumas condições para rumar a paragens mais tranquilas, mercê do seu bom desempenho, eis que, inexplicavelmente, o presidente do Sporting, de seu nome Bruno de Carvalho, conhecido internacionalmente pelo Donald Trump do futebol luso, se propõe a abrir uma guerra contra tudo e contra todos, disparando em todas e mais algumas direcções, chegando ao cúmulo da grosseria ao afirmar que “não dorme com um olho aberto, mas sim com os três bem fechados”.

publicado por Hernani de J. Pereira às 15:12

Setembro 28 2017

Os adeptos do F C Porto anteontem 

images 1.jpg

Os adeptos do Sporting e do Benfica ontem

images 2.jpg

Os adeptos destes últimos, no dia de hoje, ao saberem que, para além da derrota que sofreram, a EUFA lhes instaurou processos disciplinares 

images 3.jpg

 

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:00

Agosto 01 2015

download.jpg

 Será verdade que o SCP deixou de ser leniente?

Certo, certo é que os três milhões de leões converteram-se e pediram um milagre. E, hoje, Jesus concedeu-lhes tal, ao derrotar – e com toda ajustiça - a Roma por 2-0.

O leão já ruge. Bem, já não era sem tempo! No entanto, a ver vamos se o bramido é consistente ou, a breve/médio prazo, não se transforma num miar muito ténue.

publicado por Hernani de J. Pereira às 23:29

Julho 08 2015

É costume ouvir-se a gabarolice dos lampiões acerca do número dos seus adeptos, os quais, segundo eles, ultrapassam os seis milhões de portugueses (!!!). Agora, não querendo ter atitude diferente, o excelso juba Bruno Carvalho, todo-poderoso presidente do SCP – os cemitérios estão cheios de indivíduos cheios de razão e com coração de leão pronto a esganar quem que seja -, afirma que os resultados dos verdes e brancos afectam para o bem e/ou para o mal cerca de três milhões de habitantes deste rectângulo à beira-mar plantado.

Ora, assim sendo, restam menos de três milhões de almas lusas como simpatizantes de todos os outros clubes, de entre os quais se podem destacar a Académica, o Braga, o Guimarães, o Beira-Mar, o Setúbal, isto para não falar do FC Porto, o clube português com mais títulos nacionais e internacionais das últimas três décadas.

Por favor, haja decência, senão no que fazemos, pelo menos que no que dizemos.

publicado por Hernani de J. Pereira às 22:12

Junho 05 2015

Afinal, sempre há petróleo no Alvalade XXI, uma vez que, conforme afirmou o Presidente do Sportem – no linguarejar do seu novo treinador -, o dinheirão que vão pagar a este é apenas fruto das suas receitas. Ora, como não há Tio Patinhas verde e branco - pelo menos que se saiba -, apenas a descoberta do ouro negro justifica o surgimento inesperado de finanças tão robustecidas.

Por outro lado, a contratação de Jorge Jesus era um dado adquirido há vários dias e somente a inocentíssima crença de alguns leões os levou a desmentir, ainda na manhã de hoje, o que todos já sabíamos.

Por fim, proponho a ida de Bruno de Carvalho (BC) para ministro das finanças, pois, para além de descobrir enormíssimos recursos financeiros no meio da maior crise económica, é com ele que se festejam as alegrias e se consagram os campeões, despedindo quem quer que seja sem apelo nem agravo. É através dele que vamos esquecer tristezas e afogar as mágoas – vade retro Satanás!

Falar de capital, não importa de onde provém, e das emoções que provoca, é falar de BC. Não há grande acontecimento onde não estejam as suas grandes marcas de líder. Sobretudo no mundo do futebol.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:01

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Outubro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
blogs SAPO