O meu ponto de vista

Abril 17 2021

Hoje foi um dia especial. Pelas 15h18 fui inoculado contra o SARS-CoV-2 com primeira toma da vacina da Pfiser. A segunda ocorrerá no próximo dia 15 de Maio.

Costumados desde há muito a algo desorganizado, imensas vezes adiado intempestivamente por este ou aquele motivo, sem condições de conforto mínimo e/ou de higiene, há que salientar que desde a recepção, passando pela toma da vacina propriamente dita e terminando com a meia hora de espera, apenas assisti a amabilidade e, sobretudo, profissionalismo. Parabéns à Extensão de Saúde de S. Lourenço do Bairro.

Sem sintomas subsequentes, pelo menos até agora, só posso congratular-me com todo o processo. Está visto que, por muito que digamos mal dos militares, o certo é que quando eles metem a mão na massa a excelência manifesta-se. Refiro-me concretamente ao vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da task-force. Não é o único profissional digno de nota, mas é irrefutável que a sua entrada no sistema mudou – para melhor, é claro - o paradigma.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:05

Dezembro 05 2018

transferir.jpg

Não sou muito dado a cerimónias da índole que abordo nestas linhas. Todavia, não quero deixar passar, mais uma vez, a data em vão.

Faz hoje catorze anos desde a data que iniciei este trabalho. Um labor que apelido, passe-se a imodéstia, de serviço à comunidade. Também não deixa de ser verdade que o faço pelo gosto imenso de escrever. Se bem ou mal, deixo esse juízo aos meus leitores. Contudo, as centenas de acessos diários à página dizem algo.

Tudo o que escrevi dava para vários livros. Aliás, ganharia muito mais se enveredasse por esse caminho. Foram escritos 2286 textos, com 43 reacções e 730 comentários. Um aparte para dizer que relativamente a estes últimos não foram mais em virtude de, a certo momento, ter sido obrigado a moderá-los, tanta era a maledicência e inveja. Os mais antigos leitores recordam-se bem desses tempos. Já agora direi que ainda guardo algumas dessas “pérolas”, cujo anonimato não passou de fogo fátuo.

Para aqueles que me acompanham desde a primeira hora sabem que se registou uma mudança – e não foi pequena -  ao nível de escrita, bem como na diversidade temática, fruto da evolução. Lógica? Talvez não!

Se vou continuar? De momento respondo sim, isto para mal de uns e bem de outros. Tenho a certeza, porém, que os segundos são mais que os primeiros.

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:27

Janeiro 26 2016

Não quero dizer que estivéssemos no óptimo caminho, tanto mais que este, como se costuma dizer, é o oposto ao bom. Contudo, era claro - as últimas eleições legislativas provaram-no -, que tínhamos saído da enorme recessão e que começávamos a vislumbrar a luz ao fundo do túnel.

Hoje, todavia, a situação começa, para quem está minimamente atento e tem os pés bem assentes na terra, a enegrecer-se, a não ser para os amantes da política de terra queimada.

Mudando o bico à agulha, quero, hoje, falar, da palavra celebrar, a qual é parte integrante do nosso dia-a-dia. Celebrar momentos relevantes, umas vezes porque somos reconhecidos, outros porque vivemos e convivemos e, mais do que isso, porque estamos juntos. Encontramo-nos unidos, num momento sem formalidade, mas sob o mesmo mote, vestindo a mesma camisola.

Assim, cabe a qualquer um de nós efectuar esse reconhecimento, dizer “parabéns” sem inveja, mas com gosto, com o orgulho de fazer parte de um projecto maior e de estar rodeado de talentos e/ou amizades, porque só assim podemos também nós desenvolver todo o nosso potencial, seja ele profissional e/ou afectivo.

O erro, quer seja próprio ou alheio, vai sempre existir e, com o tal, não deve ser ignorado ou olvidado, mas não tem de ter o papel principal e muito menos ser o único motivo de conversa entre as pessoas, entre as equipas. Por princípio, não deve ser penalizador, mas sim parte integrante da aprendizagem. Aliás, todos erramos, mesmo os mais velhos e mais experientes. O erro sistemático, porém e mal seria se não fosse assim, condiciona o sucesso

Nesta ordem de ideias, aos planos de melhoria devem estar associados a momentos de celebração, uma vez que ouvir que se fez bem alimenta o nosso ego e porque todos nos alimentamos de elogios e gostamos de reconhecimento.

Ora, porque acredito nisto tenho comemorado, tenho celebrado momentos, não apenas aniversários, mas achievements sempre com a certeza que são as pessoas que me levam a estes momentos, as melhores pessoas, que são aquelas que me rodeiam no dia-a-dia.

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:41

Agosto 08 2011

Parece que foi ontem, mas a verdade é que já passaram vinte e sete anos. Fruto muito desejado, intenso, complexo e assente numa forte identidade, muito antes até do entendimento das pessoas. Aliás, mesmo após a relação (des)construída continuaste a ser o mais ambicionado.

Com excepção de escassos hiatos, os sobressaltos de uma vida a dois foi aproveitada em tudo o que era possível, guardando na memória as recordações e na alma a saudade de pessoas muito queridas que, infelizmente, já não estão entre nós.

Foste e és uma questão de paixão, sobretudo, pela tua forma de ser, pelo teu património genético e, sobretudo, pelo teu intrínseco valor. O acreditar no valor da solidariedade e na filosofia da disponibilidade excedentária sempre nos uniu.

E o certo é que continuas a ser o principal prisma da minha existência. Ou melhor, uma série de prismas, umas vezes, aparentemente em desequilíbrio, outras em perfeita união, mas sempre transmitindo uma sensação de segurança, tendo como objectivo evocar a alegria, o prazer e, ao mesmo tempo, constituir-se como um hino a todas as pessoas que nos ajudaram – principalmente a ti, minha filha – a viver sempre de cabeça erguida.

A tua forma de ser, fundamental na gestão do que te rodeia, a qual não é exercida por visões sectoriais, mas sim de forma integrada e humana, prepara-te para conceber outras vidas, mas sempre unida naquilo que é fundamental para o exercício de uma atitude sã, de modo a manter a paz de espírito.

Parabéns querida filha.

publicado por Hernani de J. Pereira às 15:29

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
blogs SAPO