O meu ponto de vista

Outubro 14 2023

transferir.jfif

Terminada a safra do azeite, dá-se por concluída a época das colheitas. Pelo menos era deste modo que os nossos antanhos diziam. Aplico o tempo do verbo dizer propositadamente no passado, uma vez que, hoje-em-dia, não é bem assim, pois resta a colheita dos kiwis, algo que irá suceder daqui a um mês ou mais. Contudo, como se trata de uma cultura exógena, do qual possuo apenas três exemplares para consumo da casa, pouco me preocupa. Irei estar entretido, nesta colheita, meia dúzia de dias, mas apenas para ajudar os amigos.

Voltando, porém, ao fim das colheitas há que fazer o respectivo balanço: muito milho, feijão e abóbora, cujos preços andam pelas ruas da amargura, tal como referi em crónica anterior, muito vinho e de qualidade média – a chuva que a meados de Setembro caiu muito contribuiu para esta baixar -, pouca fruta e muito deteriorada, bem como pouca azeitona. A propósito desta última, pela primeira vez colhi azeitona num dia e no seguinte levei-a ao lagar, i.e., sem a conservar em água, evitando deste modo o apodrecimento. Aliás, tal procedimento verifica-se há muitos anos em Trás-os-Montes e no Alentejo cujas cooperativas recebem e processam a azeitona colhida no próprio dia, tal como acontece com as uvas. O rendimento é menor, mas a qualidade é muito superior.

Agora, apesar de surgir todos os dias trabalho para fazer, presumo que irei ter mais vagar, voltando à escrita e ao vosso contacto. Isto para além de descansar, algo que necessito muito. A esmagadora das pessoas que se dão ao incómodo de me ler, não imaginam a canseira a que tenho estado sujeito desde meados de Agosto. E, em jeito de conclusão, vou ver se recupero do meu ombro e braço direito, pois depois da queda que dei tenho sofrido dores horríveis. Tenho adiado, de dia para dia, pensando isto vai melhorar, mas ao contrário cada vez pior. Já me foi retirado líquido na competente articulação e feita uma infiltração articular à base de cortisona, mas não vai lá a não ser ir à “faca”.

publicado por Hernani de J. Pereira às 11:19

Julho 26 2018

images.jpg

Enfim, de férias. Pouco ou nada tenho, neste momento, a dizer, a não ser ansiar por umas boas férias, bem como desejar o mesmo para todos os meus leitores.

Como é hábito, vou deixar de vos importunar com meus textos. Isto não quer dizer que de vez em quando não escreva algo. Sem obrigação, apenas por absoluta necessidade voltarei a este espaço até ao final de Agosto.

Até lá, fiquem bem e, com dizia alguém, “façam o favor de ser felizes”.

publicado por Hernani de J. Pereira às 17:45

Julho 19 2016

Que se lixe a dívida. Estou-me marimbando para o BES, ou melhor, para a resolução do Novo Banco, bem como para a solução da CGD. Não quero saber de sanções da CE relativamente ao défice excessivo de 2015 e a falta de garantias de correcção para o corrente ano. Direi mais: apesar de poderem chamar-me de egoísta, incoerente e insensível, manda a verdade dizer que não quero saber de quaisquer problemas.

É que a partir de hoje, inclusive, estou de férias. Por isso, até 31 de Agosto, apenas me dedicarei a agricultura, praia e passeios. E já agora, na medida de possível, em boa companhia e degustando a excelente gastronomia que, de norte a sul, somos tão ricos.

Bem, abro parênteses, para dizer que o ano passado também pensava o mesmo e, a meio, fui obrigado a interrompê-las. Faço votos para que 2016 seja diferente. Vade retro Satana!!!

Nesta ordem de ideias, esta rúbrica – a não ser em casos excepcionais – também vai a banhos.

Boas férias para todos.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:34

Maio 11 2011

“O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,

Mas na intensidade com que acontecem.

Por isso, existem momentos inesquecíveis,

Coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”

(in Fernando Pessoa)

 

Hoje é um daqueles dias em que me apetecia viajar. E para quanto mais longe melhor. Queria-me ver numa paisagem e num ambiente acolhedor, descontraído e, simultaneamente, sofisticado nos detalhes de um serviço de qualidade, que fizesse jus ao descanso que penso merecer.

Estou a imaginar-me numa diversidade de serviços, a começar no tipo de alojamento, onde a privacidade e a confortabilidade não fossem coisa de menor importância, de modo a adequar-se ao gosto pessoal com a indispensabilidade do repouso.

Ah, como anseio um bom serviço estampado no sorriso de sempre. Como anelo, igualmente, o sugar dos bons sabores, tendo por base opções distintas de ambiente e de gastronomia.

Por outro lado, por perto, com toda a certeza, haveria tempo de descerrar ruas e desvendar as respectivas gentes, em episódios inesquecíveis, onde a história fosse cantada e encantada. A descoberta de lugares incomuns com uma surpreendente mistura de arquitecturas, ruínas antigas e cultura contemporânea, onde influências do ontem e de hoje combinam na perfeição, seria uma bênção dos céus.

Todavia, também não desdenharia, bem pelo contrário, deixar-me levar para destinos de praia, onde os desejos se multiplicariam, aliados a um bom sol e a um ritmo quente de uma esplanada à beira-mar. E, à noite, em avenidas perfumadas a jasmim e a flor de laranjeira haveria de passear e deleitar-me em tons e sensações únicas.

Hoje, perdoem-me, não quero falar de política ou educação. Hoje deixem-me sonhar.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:00

Setembro 19 2010

Após dois dias de imenso esforço e dedicação – as vindimas a isso obrigaram – soube muito bem este domingo de praia.

Num areal limpo e quase deserto, aquecido por um sol a queimar os últimos cartuchos deste longo Verão e beijado por um mar estranhamente calmo, decorreu um belo dia de descanso e, simultaneamente, um (re)encontro com a natureza muito salutar.

A excelente companhia fez o resto …                                

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:15

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Julho 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


arquivos

Julho 2024

Junho 2024

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
blogs SAPO