O meu ponto de vista

Novembro 30 2022

images.jpg

Por se encontrar adoentado, um dos putativos excursionistas já não vai ao Qatar. Estou a falar de António Costa. Como “chico esperto” que é, viu como o assunto estava a ser apreciado pelos portugueses e rapidamente descobriu uma doença. Todavia, para não deixar fora de mão os restantes digressionistas, ou dito por outras palavras, para não borrar de todo a escrita, em seu lugar irá a ministra dos assuntos parlamentares, Ana Catarina Mendes.

Para além de contribuírem para um aumento extraordinário da pegada ecológica – sim, os aviões particulares/oficiais não consomem somente água -, os nossos políticos adoram viajar para o tuga pagar. Rima e é verdade. Os nossos jogadores dão e darão o melhor – bem, tem dias! – independentemente de os políticos estarem ou não nos camarotes de honra.

A verdade é que não é o desempenho dos jogadores a usufruir da presença destes, mas precisamente o contrário. Onde sabem que há enorme concentração de audiências e, sobretudo, um descomunal interesse por parte da esmagadora maioria dos cidadãos, não há político que não queira daí tirar os respectivos dividendos. Evitavam era de nos atirar areia para os olhos e principalmente todos agradecíamos que não fossem hipócritas. Qual bem nacional, qual carapuça.

 

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:38

Novembro 25 2022

transferir.jpg

Passam hoje 47 anos sobre o dia 25 de Novembro de 1975. Esta data é importante? É claro que sim, sobretudo, para esclarecimento dos mais novos. Todos ou quase todos sabem o que se comemora quando se fala do 25 de Abril. E a primeira ideia que a esmagadora maioria ressalta como fruto desta data é a liberdade.

Contudo, poucos sabem que se não fosse o 25 de Novembro, o mais provável era vivermos numa espécie de Cuba europeia, senão mesmo em algo semelhante à Coreia do Norte. É absolutamente necessário relembrar que nessa altura tínhamos um Presidente da República, Costa Gomes, que jurava que nunca seríamos uma social-democracia, tal como tínhamos um líder comunista, de seu nome Álvaro Cunhal, o qual prometia a todo o momento que jamais seríamos uma democracia parlamentar.

A memória não pode ser selectiva.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:53

Novembro 24 2022

transferir.jpg

Tecnicamente falando pouco percebo de futebol, apesar de gostar imenso. Não sou fanático, mas torço pela equipa que gosto e que sou adepto. Neste momento está em causa a selecção nacional e é perfeitamente natural que sofra por aquela que é de todos nós.

Hoje, como não podia deixar de ser, acompanhei ao minuto o jogo Portugal-Gana.  Todavia, mais valia ter andado a apanhar kiwis, apesar do mau tempo.

Equipa sem garra, sem estratégia, sem um objectivo definido, ou melhor, o único fim era fazer, ainda que artificialmente, o Cristiano Ronaldo como o salvador da pátria. Resultado, puro divertimento, sem esforço, uma autêntica distração, bem como uma perda de tempo e, sobretudo, tempo perdido.

Imaginem como seria se Portugal jogasse contra a Espanha ou Inglaterra? Continuo com esperanças, mas …

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:00

Novembro 22 2022

transferir.jpg

É oficial. O Manchester United e Cristiano Ronaldo rescindiram, por mútuo acordo, o contrato que há um ano tinham firmado.

Ora, tal consubstancia o desemprego efectivo deste jogador. Isto levanta-me, pelo menos, duas questões. A primeira, prende-se com o facto do “melhor do mundo”, neste momento, não ter equipa, o que convenhamos não é benéfico para sua performance, por muito que os nossos comentadores de bancada, vulgo bajuladores de quinta categoria, digam o contrário. Aliás, penso que das selecções a jogar no Qatar 2022 nenhuma tem algum jogador desempregado. A segunda, a tal que me preocupa muitíssimo, chegando ao ponto de não conseguir conciliar o sono, é como é que ele vai continuar a viver sem receber os milhões que até agora auferia. Vai ser a miséria total.

Isto desinquieta-me tanto que acho por bem a abertura de uma subscrição nacional e de periocidade mensal para ajudar a viver este tão grande símbolo nacional. Se acharem bem podem começar a efectuar os depósitos na minha conta, que depois faço a respectiva transferência para o CR7. Para isso, amanhã colocarei aqui o meu IBAN.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:28

Novembro 18 2022

transferir.jpg

Este mundial começa mal, para não dizer muito mal. O Qatar 2022, ou muito me engano ou vai ser uma fraude para o futebol em geral e em particular para Portugal.

Primeiro foi a recentíssima entrevista do velho Cristiano Ronaldo, a qual não podia surgir em pior altura. De tal modo é perniciosa que este jogador não fala com Bruno Fernandes, um dos melhores jogadores da actualidade e seu companheiro de clube e selecção, para além de retirar a paz e serenidade tão necessária nos treinos e no balneário.

Por outro lado, a declaração do Presidente da República ao afirmar que “o Qatar não respeita os direitos humanos. Toda a construção dos estádios e tal..., mas, enfim, esqueçamos isto. É criticável, mas concentremo-nos na equipa” foi no mínimo infeliz e deu azo a críticas completamente desnecessárias, bem como azedumes e queixas de muitos sectores.

Apesar de não acreditar, é claro que desejo o melhor para a selecção das quinas. E se o anteriormente exposto estiver errado aqui estarei para pedir desculpa.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:39

Novembro 16 2022

transferir.jpg

Antes de mais deixem-me colocar um alerta: nunca gostei de qualquer obra do nobelizado José Saramago. Bem tentei, mas dos três livros deste autor que constam da minha biblioteca não consegui passar das primeiras páginas. Má pontuação, enredo discricionário e, sobretudo, pouco apelativo da imaginação.

Todavia, mercê de uma imprensa esquerdizante – que ainda persiste infelizmente nos dias de hoje -, bem como amigos (políticos) bem colocados, conseguiu vencer, em 1998, o prémio Nobel da Literatura.

Comemora-se, agora, o centenário do seu nascimento. Nas escolas, nos meios de comunicação social, devidamente assessorados pelos nossos políticos, para esse fim devidamente arregimentados, não se fala de outra coisa. Tudo nele foi excelente, com um percurso escolar e jornalístico exemplar, blá, blá, …

Referem até que chegou a dirigir o Diário de Notícias no já longínquo ano de 1975. No entanto, omitem, propositadamente como é lógico, os saneamentos dos jornalistas que efectuou a quem não concordava com a sua linha comunista, mais concretamente com aquilo que o PREC propunha para o país.

publicado por Hernani de J. Pereira às 18:45

Novembro 09 2022

Este é um texto que vai, por serem desnecessários, sem quaisquer comentários. Apenas a foto do petiz e feliz contemplado e o texto divulgado pela comunicação social.

img_590x333$2022_11_08_21_50_17_1200877.jpg

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, contratou um recém-licenciado de 21 anos sem experiência profissional para exercer funções no seu gabinete. A contratação foi publicada em Diário da República esta semana e denunciada pela TVI. Tiago Cunha é membro destacado da Juventude Socialista e vai receber quase 4000 euros brutos por mês.

Tiago Alberto Ramos Cunha é o nome que está debaixo de polémica depois da sua contratação ter sido publicada em Diário da República, segunda-feira. O jovem de 21 anos, natural de Vila Nova de Gaia, não tem qualquer experiência profissional e terminou recentemente a licenciatura em Direito na Universidade do Porto. Iniciou a frequência em mestrado em Direito e Ciência Jurídica na Universidade de Lisboa e logo foi nomeado para ser um dos quatro adjuntos da ministra Mariana Vieira da Silva.

De acordo com o portal do Governo, a data de nomeação de Tiago Cunha é 3 de outubro. No entanto, a nomeação só foi publicada na segunda-feira, 7 de novembro, em Diário da República. O mesmo portal dá conta que Tiago Cunha vai receber 3732,76 euros brutos (2256,70 euros líquidos) até ao fim do atual mandato do Governo, ou seja, até ao terceiro trimestre de 2026.

 

publicado por Hernani de J. Pereira às 18:49

Novembro 08 2022

Este é mais um dia em que me apresento com uma cachola do tamanho do universo. Não é do mundo, é do universo, repito. Durante toda a manhã choveu, como se costuma dizer, a cântaros. A maior parte do resto do dia continuou a chover, quase me impedindo de fazer o mínimo dos mínimos.

Confinado a casa, andando de um lado para o outro, fazendo isto e aquilo, sem qualquer premência, arrumando o que já estava organizado, para, a seguir, desarrumar para me sentir, de alguma forma útil. Sinceramente, de proveitoso apenas fiz o almoço: frango caseiro com caril, assistido de esparguete al dente, acompanhado de uma salada de tomate e alface da minha horta.

O resto do tempo: ver televisão e/ou estar em frente do computador. Uma autêntica estupidez no que concerne ao aproveitamento de tempo. Mas, numa pequena aldeia que outra coisa poderia fazer?

Bem sei que um dia destes pagarei bem caro este “nada fazer”. O tempo animará, a chuva ir-se-á e o sol voltará. Nesses dias não terei tempo para estar com estes prantos. Ou melhor, as lamúrias manter-se-ão, só que nessa altura há-de ser por excesso de trabalho.

Isto é algo para constar numa página da Net? É evidente que não. É sensaborona, não tem qualquer interesse e muito menos tem estilo. Aliás, acho que não haverá duas ou três pessoas com dois dedos de testa que lerão estas palavras até ao fim. E fazem muito bem.

Mas há falta de melhor, o que podem esperar? Escrever sobre política, ensino, relações, entre outros temas? Não estou para aí virado.

À hora que escrevo não. Mas durante o dia, várias vezes, me apeteceu sair: ir aqui ou acolá; almoçar neste ou naquele local, mesmo a chover. Todavia, como ninguém me convidou …

publicado por Hernani de J. Pereira às 18:19

Novembro 06 2022

Tenho de mudar de estilo de vida. Trabalho cada vez mais e o cansaço é, dia após dia, mais acentuado. Não é que seja velho, mas não caminho para novo. Depois, há a acrescentar que as muitas mazelas que fui carregando ao longo dos anos não mataram, mas que amolentaram é verdade.

Dizem-me que os muitos e muitos anos a lutar sozinho teria inevitavelmente de deixar marcas, isto é, algo de género: cá se fazem, cá se pagam. Quando, por vezes me queixo de passar uma vida inteira a lutar sozinho, acrescentam que quem quer boas mulheres arranja-as. Sinal que nunca tive jeito para tal.

Quando vejo e /ou ouço um ou outro casal a queixar-se da luta do dia-a-dia, só me apetece indagar: imaginem, agora, alguém a fazer uma vida de trabalho por dois?

Estou a vitimizar-me? Talvez sim. Talvez não. Existem casos bem piores que o meu? É claro que sim. E sei que o número de pessoas que se encontram em desmelhores condições que a minha é bem maior do que aqueles que estão em contextos mais prósperos. Que Deus me perdoe, mas também existem momentos pesarosos.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:22

Novembro 01 2022

Ando

cansado de trabalhar para quem não merece

doente

sem novas ideias

aborrecido

mal-humorado

triste

sem vontade

e, acima de tudo,

sem dinheiro.

Que mais me falta para ser infeliz?

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:20

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Novembro 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
19

20
21
23
26

27
28
29


arquivos

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO