O meu ponto de vista

Maio 31 2022

shopping.png

A justiça em Portugal há muito que anda pelas ruas da amargura. Aliás, esta afirmação, hoje-em-dia, não passa de um lugar comum. Todos ou quase todos o sabem e proclamam aos quatro ventos. É ineficaz, morosa e sobretudo vadia, pois tanto dá para condenar a penas extremas, como pelos mesmos factos é capaz, sem rebuço algum, de mandar em “paz” o arguido mais relapso.

Contudo, para além de não ser cega, o pior é ser preguiçosa. Quando um cidadão se sente justamente - ou até, no limite, injustamente lesado - não há pesquisa, investigação, metodologia e/ou estratégia que o salve. Se apresentar provas inequívocas, então, a muito custo e após insistências atrás de insistências, lá se vai dar início ao processo e, com sorte, poderá alcançar resultados positivos. Caso contrário, esqueça.

Aliás, não é por acaso que o sucesso das empresas de segurança (alarmes e videovigilância) nunca cresceu tanto como agora. E, neste âmbito, acontece, muitas vezes, o caricato, para não dizer o paradoxo. Se temos algo vigiado nos termos da lei, obrigatoriamente a placa informando de tal é afixada em local bem visível. Claro que isto, a maioria das vezes, só serve para atrair ainda mais a gatunagem/malfeitores. Estes pensam: “Oh lá, há vigilância? Então é porque existe algo de valor! Vamos lá disfarçadamente – gorro, luvas, etc. - e … pronto. Nada nos acontecerá”. Por outro lado, se colocarmos vigilância sem a devida legalização, as imagens não nos beneficiam em nada e muito menos poderão servir de prova em tribunal. Quanto muito poderão servir para fazermos justiça por mãos próprias.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:46

Maio 29 2022

Ontem, depois da missa vespertina, participei activamente na procissão em honra de Nª Srª de Fátima, a qual percorreu as ruas do lugar e que terminou pelas 22h30. Estava muito calor e o peso da Cruz originaram que terminasse o préstito completamente alagado em suor. Em boa verdade, não foi tarefa fácil, mas foi um acto cheio de emoção.

Bem, a situação hoje foi completamente diferente. Convidado para um sarrabulho à moda da Bairrada, pelas 13h00 já estava à mesa. Feito de um modo diferente, pois a batata cozida com a pele foi servida à parte, o certo é que estava maravilhoso. O vinho tinto caseiro, essencialmente feito à base da casta baga, com três anos de estágio em barrica, teve nota máxima.

É o que vale ter bons amigos.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:27

Maio 26 2022

Parece estranho escrever o seguinte num dia tão importante - sobretudo para as gentes bairradinas – como é o da Ascensão do Senhor, também conhecido como o dia da espiga. Todavia o que é tem muita força.

A Igreja Católica sempre foi acusada, poucas vezes injustamente, de ser uma instituição materialista, i.e., viver mais para o ter do que para o ser. Imensas vezes, os seus dirigentes e até muitos leigos, à priori esclarecidos, socorrem-se dos bens materiais, ao mesmo tempo que denegam os espirituais. A justiça, a misericórdia e principalmente a partilha são actos desmemoriados em favor do imediato e da “figura”.

O Papa Francisco tem lutado denodamento contra esta situação. Tem apelado insistentemente para que a Igreja saia das quatro paredes em que autonomamente se encerra e saia para as periferias. Os mais sofredores em Cristo é aí que se encontram. Contudo, parece que luta contra moinhos de vento.

Reza-se muito e … Pronto, todos os problemas do mundo vão desaparecer. Sem desprimorar o rezar tenho para comigo que uma fé sem obras é algo vão. Citando Tiago 2:18, mas alguém dirá: tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.

Estes últimos dias, e sobretudo hoje, a vida veio demonstrar que assim, infelizmente, continua.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:43

Maio 22 2022

transferir.jpg

Falam, fala, mas os resultados dizem tudo.

CAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAMPEÕES

 

publicado por Hernani de J. Pereira às 22:18

Maio 18 2022

Os mais de 10 000 professores deslocados do estabelecimento de ensino, a cujos quadros pertencem, para as escolas que indicam, invocando motivos de doença/incapacidade dos próprios, dos maridos/esposas, dos ascendentes ou dos descendentes, originando a colocação em algumas delas de mais de 100 docentes do que os necessários, o que tem levado a que a sua esmagadora maioria nada faça a não ser polir paredes ou dobrar esquinas, bem como o aumento do número de alunos que reiteradamente continuam sem aulas, motivou o ME a encetar uma mudança da legislação que rege esta mobilidade.

Tal bastou para incendiar as redes sociais e para cada artigo os comentários dos professores são os mais díspares, chegando alguns deles a raiar os limites da loucura, tendo a certeza que envergonhariam os frequentadores da tasca mais reles. Não acreditam? Vejam, então, apenas este exemplo

Foda-se………………puta que pariu…………

Agora anda tudo armado em Bufo………..só querem denunciar á Inspeção – IGEC

Fazem Muito Bem em Denunciar…………..já devia ter sido á mais tempo para não se chegar aqui…………puta-que-pariu……………………foda-se……………………

Ide á merda………………é só vigarices nas mobilidades e destacamentos….muito pior que o Oliveira e Costa….muito pior que o Jo Berardo……………..foda-se………….puta-que-pariu esta merda…………..

Vigaristas Unidos já mais serão Vencidos…………vamos todos para a MPD………………foda-se, já estou a preparar os documentos para meter essa merda…………….

Durante os meus 45 anos de serviço conheci imensos colegas que recorreram à MPD. Uns, é certo, com toda a razão para usufruírem daquela regalia. Outros, porém, era e é um fartar de vilanagem, como é exemplo aquela colega – sim, sei o respectivo nome e a escola – que, apesar de pertencer aos quadros de uma escola de Coimbra, mas por não gostar da mesma, recorre anualmente à MPD a fim de ser colocada numa outra da mesma cidade, pois sabe, de antemão, que nesta não fará a ponta de um corno.

Como em tudo na vida, há-de pagar o justo pelo pecador.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:48

Maio 16 2022

Melhor era de todos os tempos:

-Nascido nos anos 50...

-Cresceu nos anos 60...

-Educado nos anos 70...

-Aventurou-se nos anos 80...

-Fez confusão nos anos 90...

-Estabilizou-se nos anos 2000...

-Ficou mais sábio nos anos 2010...

-Chegou ao ano de 2022!

Nós vivemos em:

*OITO décadas diferentes.

*DOIS séculos diferentes.

*DOIS milénios diferentes.

Já passamos por:

    📞-> ☎️📲;

    📽️ -> 📺📲;

    📻 + 🎙️ + 📀 -> Youtube

... de gramofone para streaming sem fio.

Cartas manuscritas 💌 para e-mail 💻 e WhatsApp📱.

E lembramos da gripe espanhola 🤧, mas ainda pegamos o Corona vírus 😷.

Começou com bocas de sino 🕺, passou para cigarrete 🏃🏼♀️e agora pode-se usar tudo, qualquer tamanho de boca, rasgada ou não.

Andamos 🚶, pedalamos 🚴🏻♂️ dirigimos 🚗, fomos por trem🚆, por mar🛳️, pelo subsolo 🚇, pelo ar 🚠, surfamos 🏄🏻♀️, voamos ✈️ e agora aguardamos o Elon Musk SpaceX 🚀 para Marte.

Uau !!!

Que vida tem sido a nossa! 🥰😇🤭

Sim, nós realmente passamos por muitos mais meios de comunicação e transportes do que jamais uma só geração passou!

💾📟🏧💸💳🎞️

🎢 🛶 ⛵ 🚁 🛰️

Podemos ser chamados de "Xennials", uma "geração cruzada" de pessoas, cujos anos de nascimento se encontram na década de 50.

Tivemos uma infância analógica, 🔠, uma 📀🖱️🖥️ idade adulta digital e agora um *Seen All Ager*!👨🏻🦯

Literalmente, nossa geração viveu e testemunhou muito mais, em todas as dimensões da vida! 👌🏻🤝🤜🏻

Esta é a nossa geração que deu um novo paradigma para a palavra *MUDAR*!   💪🎩👒🎓⛑️🧢

Agradeçamos a Deus🙏🙏 por esta vida maravilhosa, significativa e incrível, na montanha-russa da vida! 🙏🏻🙏🏻🙏🏻

Certamente aprendemos amor e ética com os nascidos nos anos 20, 30 e 40, segurando a mão um do outro, só que com muito mais diversão. 😍🤣😂😃🙃😉

Os meus melhores votos, meus queridos amigos, a todos vocês que são da época que foi, é e será como nenhuma outra! Nada será igual à nossa!

Vamos continuar a viver nossas vidas ao máximo, um dia de cada vez!

 

(De autor desconhecido)

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:02

Maio 08 2022

Olha, olha! Queres falar de amizade, solidariedade e de companheirismo? Então, é melhor esperares e “bem” sentado.

Conforme ouvi ou li há muitos anos, “mais vale uma pequena dor de dentes na nossa boca que milhões de mortos a morrer de fome e/ou de guerra, perto ou longe de nós”.

E, ainda por cima, vem este ou aquele dizer que ajuda monetariamente. Como se o dinheiro evitasse ou enxugasse totalmente o pranto.

Os ânimos andam muito em baixo. É verdade e não é para menos. Porém, não tenham a menor dúvida, sobrevirei.

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:48

Maio 07 2022

transferir.jpg

CAMPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEÃO

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:08

Maio 03 2022

DSC_0045.JPG

(Jamais voltará a ser assim)

 

Por muito que tentem não me farão desistir.

Resistir e acreditar que vencerei, contra tudo e todos, é o meu lema.

Por muito difícil que seja e, na verdade, estes dias demonstraram-no, por mais pedras que coloquem no meu caminho, a vitória será certa.

Continuarei em frente com a ajuda de Maria – não é por acaso que tal sucede neste que é o seu mês por excelência – e, sobretudo com o auxílio do seu muito amado filho, Jesus Cristo.

 

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:46

Maio 02 2022

Sem Título.png

Hoje, para além de ter sido o primeiro dia útil da minha aposentação, foi também o primeiro dia do novo inquilino cá de casa.

Como sempre, a verdadeira dona, a Laurinha, escolheu o seu nome: Baloo.

Faço votos para que tenha vida longa.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:59

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Maio 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
19
20
21

23
24
25
27
28

30


arquivos

Junho 2024

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO