O meu ponto de vista

Dezembro 31 2020

Ontem alguns meios de comunicação social noticiaram que a casa do ex-ministro da Educação. Nuno Crato, tinha ardido na sua maior parte e, por isso, pouco ou nada se aproveitando do respectivo recheio.

Em face desta situação, todos sem excepção, apenas tinham uma das duas opções: absterem-se de comentários ou comoverem-se e sentirem-se solidários com tão infausta posição. Desenganem-se, porém, quem assim pensa. Compulsados a maioria dos comentários relativos a tal disposição, observamos ditos e desditos da maís ínfima condição humana, chegando ao cúmulo de alguns acharem que tal facto foi mais que merecido.

Na verdade, por muito que tentamos dizer da boca para fora, tecendo loas à nossa generosidade e, sobretudo, ao nosso bom coração, manda a verdade dizer que não passamos de mesquinhos, de invejosos, de assertivos apenas no pisar de alguém, de resilientes se observarmos que os outros se deixam espezinhar.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:53

Dezembro 25 2020

130839067_3813146112050749_5029652767044884183_o.j

Hoje falo do presépio. Gosto dele simples, mas não deslustro o mais elaborado. E, por falar neste último, ai que saudades do presépio feito pelos Bombeiros Sapadores de Coimbra, ainda nas suas instalações da Avenida Sá da Bandeira. Faziam-se filas apenas para admirar tal obra de arte.

Por isso, não admira vermos, ainda hoje, presépios para todos os gostos e engenhos. Há uns com bandas de música, bailarinos, pistas de patinagem, quedas de água em extraordinárias cascatas, igrejas/castelos das mais diversas formas, figuras onde pontuam padeiras, pedreiros, carpinteiros, entre tantas outras profissões, chegando ao cúmulo de até haver padres de chapéu e batina (!!!).

Contudo, a história (bíblica) apenas nos fala de Maria e José em redor do Menino Jesus na manjedoira, do burro/boi e da vaca que, com o seu bafo, o aqueciam naquela noite fria, nos pastores que vieram cantar “Hossana, hossana nas alturas, nasceu o nosso Salvador” e mais tarde os Reis Magos.

Já agora, o Natal não é quando o homem quiser, como nas últimas décadas se costumou dizer, mas sim quando alguém – tomara que sejam muitos e muitos – nos quiser.

publicado por Hernani de J. Pereira às 18:09

Dezembro 24 2020

Sem Título.png

Para esta noite? Sim, para esta noite? Noite interrogada pois, como sempre, há quem tenha razões para sorrir, enquanto outros, a maioria, têm razões para chorar. Isto não quer dizer que os primeiros não o façam, simplesmente deploro uma vez que o fazem de modo imediato, aliás como é o decorrer da vida, sem a existência de um instante, um segundo sequer, para reflectir sobre o facto.

Será, na verdade, a melhor noite do ano? Sim, se replicar a mensagem do Deus-Menino que há dois mil anos nasceu para nos salvar: solidariedade com os menos têm, partilha sem ostentação, demonstração de pesar convicto pelos menos afortunados e, sobretudo, agir em conformidade. Não, se for apenas umas horas em que se come bem, se bebe melhor e, no final, se distribuem muitas e muitas prendas, ao melhor estilo consumista.

Por isto tudo, é altura de se reinventar uma nova Noite de Natal.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:29

Dezembro 20 2020

20201213_153900.jpg

Estejam descansados os meus caros leitores que não vou falar do consumismo, tanto mais que é algo comparado a chover no molhado. Todos negam exercê-lo, mas o certo é que os centros comerciais, apesar da pandemia, continuam a abarrotar de gente. Até no shopping de Vilarinho, vulgo mercado dominical, hoje estava a rebentar pelas costuras. A não ser as máscaras não vi qualquer diferença com o ano passado.

Quero falar, sim, do Advento. Entrámos na sua última etapa e Aquele que há-de vir – para mim vem todos os dias – continua a não ter onde nascer ou, se tem, é nas mesmas, se não em piores condições. O comodismo a que muitos de nós nos habituámos, o facilitismo que nos dá imenso jeito e o custo, sim o custo pois não há algo que custe mais que seguir os ensinamentos do Deus-Menino, levam a que continue a não haver onde possa nascer nas mínimas condições. Isto para não falar da rejeição (pura e simples) ao sabor dos ventos, qual folha de almo. Ao primeiro desaire, seja ele afectivo, profissional ou de outra índole, as pessoas deixam de acreditar, largam, não querem saber e até chegam ao cúmulo de ter raiva de quem quer saber.

Não é por acaso que o outro dia, alguém me dizia que deixou de ter fé aquando da morte de um ente querido que muito estimava, acusando Deus de não ter dados ouvidos aos seus insistentes apelos. Pois, não seria maravilhoso, muito fácil de acreditar e até aumentar exponencialmente a fé se Deus fizesse sempre o que lhe pedimos?

Eis, pois, no fundo, o grande mistério do nascimento (diário) de Jesus: acreditar, ontem, hoje e amanhã, mesmo quando todas as evidências demonstram que, aparentemente, Ele nos abandona dia sim, dia sim.

Entretanto, BOAS FESTAS

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:40

Dezembro 16 2020

Isto não tem emenda. Continua tudo doido. Então não é que agora começou, mas começou mesmo em força, a moda do teste à Covid-19? Os laboratórios não têm mãos a medir e os resultados já vão com oito dias de prazo.

Segundo se diz, toda esta desenfreada correria fica-se a dever às festas natalícias. Alguém se lembrou e depois, tal como a pandemia do novo coronavírus, alastrou-se a muita e muita gente. A ideia de que se testar negativamente por estes dias já pode passar o Natal com quem, quando e como quiser é completamente estapafúrdia e, não tenho a menor dúvida, dará muito maus resultados. Os únicos que ficam a ganhar são os laboratórios.

Caramba, não terão dois dedos de testa para pensar que se hoje acusarem negativo, amanhã podem estar positivo? Contudo, o mais estranho é não haver alguém que lhes faça ver que tal forma de pensar é lapidarmente funesta. Para si, para os respectivos familiares e para toda a comunidade.

Acho que neste momento justificava-se um vacina contra a estupidez.

publicado por Hernani de J. Pereira às 12:21

Dezembro 15 2020

Isto anda tudo louco. Numa altura em que se pede insistentemente que não haja ajuntamentos e/ou concentrações, permite-se estender o primeiro período até ao próximo dia 18, o que leva com haja reuniões de avaliação até ao final do dia 23. Como é evidente, imensos docentes existirão que no dia 24, véspera de Natal, ainda têm documentação para entregar – actas e respectivos anexos, fichas de última hora para preencher, assinaturas, etc., etc.

Pergunto: quando é que estas pessoas terão tempo para fazer compras, ainda que escassas, e preparar a ceia de Natal, mesmo que minimalista? Os centros comerciais vão entupir? Ai vão, vão. Os números da Covid-19 começarão a disparar antes do Natal? Com toda a certeza.

É certo que em Julho, aquando da elaboração do calendário escolar, não se podia prever o estado actual da pandemia. Todavia, para casos excepcionais, medidas extraordinárias. Justificava-se plenamente, desde há semanas, a saída de um despacho declarando o encurtamento do actual período. Por exemplo, as aulas terminariam hoje, dando tempo suficiente para que as avaliações decorressem esta semana. Assim, os docentes e não docentes, bem como os respectivos familiares directos, teriam tempo suficiente para preparar o mais condignamente possível, sem correrias e atropelos, esta tão importante festa familiar.

A Alemanha, com muitos menos casos que nós por 100 000 habitantes, já encerrou as escolas. Mas isso são os alemães que são doidos, responderia o ausente Tiago Rodrigues Brandão.

publicado por Hernani de J. Pereira às 11:40

Dezembro 09 2020

O quê? O Estado, para além dos despedimentos, com os quais, infelizmente tenho de concordar, pois não podem ser tratados diferentemente de qualquer outro sector económico, vai injectar 3 200 milhões de euros na TAP? E ninguém diz nada? Onde está o PCP e o BE?

Já em 2018 e 2019, estranhamente, a transportadora nacional registou prejuízos na ordem dos 200 milhões. Isto apesar do enormíssimo boom de transporte de passageiros, por causa do aumento do turismo e não só. E o que fez o governo? Assobiou para o lado. Quando não o fez acusou os privados de tal e, numa sanha nacionalizante, assumiu a quase totalidade do capital da companhia.

Agora, em tempo de vacas magras, pagamos todos, como é timbre dos socialistas.

É, sem sombra para dúvidas, um “Novo Banco”. Só que agora branqueado à esquerda.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:29

Dezembro 08 2020

Os resultados do PISA/TIMSS (Trends in International Mathematics and Science Study) de 2019 aí estão, acabados de vir à estampa. E, como era de prever, regista-se uma clara diminuição das aprendizagens dos alunos portugueses em relação a 2015. Diga-se, para não fugir à verdade, que desde o ano 2000 aqueles têm vindo paulatinamente a crescer. Agora, para apenas espanto dos apaniguados socialistas e seus compagnons de route, a queda deu à luz, qual advento da má educação.

O fim dos exames do 4º e 6º anos, mal e porcamente substituídos por provas de aferição que de condução e/ou tomada de novos rumos nada têm, bem como a flexibilização do ensino e a diversificação curricular explicam em grande parte estes péssimos resultados. Recordo que passámos do 13º ao 21º lugar no ranking.

Se em 2015 quase todos nos espantámos por o governo PS, com poucos dias de actividade, assumisse como seu, o então sucesso manifestado pelos jovens portugueses, mais desassossego nos causa agora quando endossa os actuais maus resultados ao governo de Passos Coelho, mais concretamente às medidas do ex-ministro Nuno Crato. É preciso não ter vergonha na cara. Já faltou mais para nos virem dizer que as actuais dificuldades do país se devem a Afonso Henriques!

publicado por Hernani de J. Pereira às 15:25

Dezembro 04 2020

Um despacho do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que autoriza o recrutamento de 803 polícias e a abertura de uma reserva para recrutar, no próximo ano, mais 1200 agentes está a criar polémica. Isto porque o documento publicado, nesta sexta-feira, em Diário da República, dá orientações para que seja privilegiada a admissão de mulheres e de elementos oriundos de locais onde a PSP esteja responsável pela segurança. Também diz que deverão ser privilegiados candidatos "representativos da diversidade de contextos sociais e culturais em que atua a PSP".

Pronto, cá está mais uma jogada dos socialistas sem pés nem cabeça. Vejam apenas este caso: os habitantes dos concelhos de Oliveira do Bairro, Vagos, Cantanhede, Mortágua, Anadia e Mealhada, para apenas citar aqueles que geograficamente me são próximos, darão polícias com qualidades inferiores aos oriundos de, por exemplo, Coimbra, Aveiro, Porto ou Lisboa? Isto para não falar de sexo e etnia.

Depois queixem-se de continuar na senda do que ontem aqui anunciei: Assim, há hoje muita gente a desejar ser mulher e/ou pertencer a qualquer minoria gentílica. Já agora, esta é mais uma acha para a fogueira que o Chega! tanto almeja.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:27

Dezembro 03 2020

No primeiro trimestre de 2021, serão vacinadas, prioritariamente, contra o Covid-19 as seguintes pessoas:

  1. Profissionais de saúde e residentes em lares e em instituições similares e profissionais e internados em unidades de cuidados intensivos (250 mil pessoas).
  2. Pessoas com 50 ou mais anos, com pelo menos uma das seguintes patologias: insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal, doença pulmonar obstrutiva crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração (400 mil pessoas).
  3. Profissionais de saúde diretamente envolvidos na prestação de cuidados de doentes e profissionais de forças de segurança e serviços críticos

Está bem de ver. Como não sou profissional de saúde ou pertenço aos serviços de segurança, resta internar-me num lar – já faltou mais (!!!) – ou apanhar uma doença elencada - algo cada vez mais provável - na segunda hipótese.

Deixando de fora a ironia, apenas peço que, durante todo o próximo ano, a vacina chegue a todos os portugueses. Não vá ter que fazer como a Srª candidata a PR, a propósito da sua homóloga da gripe, ou seja, mandá-la vir de França através de pessoa amiga, apesar de ser ilegal. Bem se fosse o signatário já estava com um processo emanado do MP. Porém, como bem se sabe, o que importa é ter amigos. Aliás, até no Inferno isso é fundamental.

publicado por Hernani de J. Pereira às 21:04

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Dezembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
17
18
19

21
22
23
26

27
28
29
30


arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO