O meu ponto de vista

Outubro 09 2018

images.jpg

O sorriso é a forma de linguagem mais poderosa e universal. Todos concordamos com este pressuposto e, por isso, ninguém tem o direito de o esconder, salvo em ocasiões muito especiais, e assim denotar o bem-estar e o sucesso.

Em meados do século XIX Darwin publicou os primeiros estudos científicos acerca da expressão facial. Nestes desenvolveu a ideia de que o sorriso é uma expressão inerente à espécie humana e com um papel crucial na adaptação e evolução da nossa espécie ao longo dos tempos.

É verdade que com um sorriso nos lábios se manifesta a felicidade e se qualquer um de nós quiser sentir este estado, então deve sorrir.

E apesar da Natureza não ser pródiga para todos neste âmbito, uma vez que uns apresentam um sorriso estético e harmonioso outros nem tanto, não há nenhum tão defeituoso que não possa ser exibido.

publicado por Hernani de J. Pereira às 20:49

Outubro 08 2018

images.jpg

Nada destrói tanto a reputação e a credibilidade de alguém como apregoar ser moralmente superior, eticamente inatacável e depois, na prática, fazer ainda pior que aqueles que acusa de não serem da sua família, a tal pura e mui digna. Estão neste campo as pessoas de esquerda, as quais se arvoram de serem os únicos detentores da solidariedade e fraternidade, bem como os eclesiásticos, sendo que estes apregoam diariamente a “verdade” e um constante amor ao próximo.

É, pois, por se “armarem” em ímpares paladinos do bem comum que o povo não lhes perdoa os deslizes, hoje-em-dia, no dizer dos mesmos, coisas corriqueiras, tais como a corrupção, os atropelos à lei, o compadrio, o olhar em primeiro lugar para o umbigo e para a família, quais “capos”, entre tantos outros defeitos. Se um capitalista viaja num carro topo de gama, veste as melhores marcas do mercado, frequenta os hotéis de sete estrelas, o povo não gosta, despreza, mas não se admira de tais atitudes. Agora, um homem de esquerda ou um padre – escuso de apontar nomes, caso contrário seriam necessárias várias páginas – ter os mesmos usos e costumes é que não há perdão.

Daí, os populismos emergentes um pouco por todo o mundo. Desde alguns países do leste europeu, passando pela Áustria, Itália, USA, sem falar no Brasil, eles pululam como pulgas em cão sarnento. Não porque o povo prefira políticos de direita, a maior parte machistas, xenófobos, racistas e ultraconservadores, mas sim porque durante décadas foram governados por elementos de esquerda que lhes prometerem cuidar deles e dos seus em termos económicos e de segurança, e mais não fizerem de que mentir e, acima de tudo, roubar.

publicado por Hernani de J. Pereira às 09:46

Outubro 04 2018

PHOTO-2018-09-08-15-33-58.jpg

A desfaçatez no mundo da política e do futebol é algo instituído e que já faz parte do ADN dos meandros daqueles. Pouco nos espanta e raramente nos indignamos com as mais vis e torpes práticas provenientes daqueles campos. Todavia, por muito que sintamos continuamente amargos de boca, não deixamos de gostar de política e futebol. Falo por mim, mas estou certo que muitos outros pensam de igual modo.

Se em tempos o FC do Porto alegadamente gozou de algumas regalias e privilégios, algo que em sede própria - leia-se tribunais - nunca se chegou a provar, isso não é motivo para que outros façam ainda pior.

Os processos judiciais – sim, são muitos – em que o Benfica está enterrado até ao pescoço demonstra que nada se aprendeu nas últimas décadas. Bem pelo contrário. Se fizeste mal, então ainda posso fazer pior, é a lógica que comanda os destinos do clube da Luz.

A SAD do Benfica tem a desdita de afirmar que, no caso e-Toupeira, desconhecia todos os actos promovidos por Paulo Gonçalves, assessor jurídico e braço direito de Luís Filipe Vieira, presidente daquela. Ora, alguém acredita que este advogado tenha feito o que fez sem dar conhecimento ao seu chefe directo? Será que nos querem fazer crer que este actuava em roda livre? Que mintam é mau, mas quererem-nos tomar por parvos ou acéfalos é que já é demais!

publicado por Hernani de J. Pereira às 11:14

Outubro 03 2018

images.jpg

O grau de exigência crescente dos cidadãos deve ser considerado como a razão principal para que as instituições sejam estimuladas a responder eficazmente às expectativas e necessidades dos usuários.

Assim, a resposta das instituições, sobretudo as públicas, deve, pois, ser entendida como uma capacidade que estas devem ter no sentido de ir ao encontro, superando, se possível, as necessidades e expectativas que os cidadãos desenvolvem, felizmente cada vez maiores, relativamente a anteriores episódios de contacto com a realidade.

Contudo, este conceito deverá integrar também a capacidade de satisfazer as expectativas das organizações e da população residente, i.e., o meio envolvente, minimizando todo o tipo de impactos negativos que possam surgir ao longo do processo de desenvolvimento.

O anteriormente exposto, no meu modesto entendimento, assenta que nem uma luva na actual luta dos professores. Não basta encetar formas de luta para alcançar objectivos mais que justos. Há também, sem margem para dúvidas, que esclarecer a opinião pública e essencialmente a publicada – uma condiciona a outra e vice-versa - sobre os porquês de tal desiderato. Caso contrário, a derrota será, à priori, mais que certa.

publicado por Hernani de J. Pereira às 13:26

Outubro 02 2018

transferir.jpg

As designadas fake news, não são, infelizmente, apanágio apenas das redes sociais, onde tudo se coloca independentemente de ser verdade ou não. Há, hoje-em-dia muitos órgãos de comunicação social de referência onde o apego à verdade, à causa de verificar se tal notícia corresponde ou não á verdade é puro sofisma. Por isso, afirmar que apenas ver telejornais ou ler jornais com pergaminhos é sinónimo de saber a verdade é quotidianamente uma falácia.

Ainda ontem, antes da entrevista ao PM, António Costa, a TVI afirmava que os professores num total de 180 dias de trabalho em 2018, já tinham feito 50 de greve. Uma mentira de todo o tamanho, mas que para os telespectadores menos reflexivos e, por isso, mais dados ao imediatismo, os leva a meditar que os docentes são uns malandros e que apenas olham para o seu umbigo. No fundo, já uns privilegiados e que ainda querem mais.

Ora, o certo é que, para além da justa luta, cada um dos docentes no presente ano civil não fez, individualmente, mais que dois dias de greve. Se cada um fez greve quando estava ao serviço aquando das avaliações – a uma reunião aqui, a outra daqui a uma semana, etc., etc. – e se tal permitiu prolongar os seus efeitos durante dias e dias, tal não pode levar à conclusão que todos os docentes estão em greve. Tal desiderato se pode atestar em muitos outros serviços. Vamos a um único exemplo e que até está na ordem do dia: suponhamos que todos os maquinistas da CP fazem greve. Como é lógico não existem comboios a circular. Todavia, apenas uma minoria dos funcionários daquela empresa faz greve. De modo algum se pode inferir que todos os funcionários daquela paralisaram.

Já agora, a citada entrevista foi fofinha, aliás muito fofinha. Aliás, como convinha. António Costa não brinca em serviço e não se sujeita a perguntas incómodas. E os jornalistas o que querem é algo “prime time”.

publicado por Hernani de J. Pereira às 15:15

Outubro 01 2018

Um a um eles se vão libertando desta vida terrena.

Começo a ficar sem referências ...

Sinal de velhice?

publicado por Hernani de J. Pereira às 19:55

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
15
19
20

21
23
24
26
27

28
30


arquivos

Julho 2024

Junho 2024

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO