O meu ponto de vista

Fevereiro 25 2016

Como católico, praticante e convicto, acredito e defendo que Deus é o único detentor da vida humana. Daí não admirar a minha constante revolta contra quem atenta, sejam quais os motivos invocados, contra aquela. Seja o pior criminoso, seja o detentor do mais hediondo dos comportamentos jamais admitirei que outros se julguem donos da vida destes. E, last but not least, muito menos acolho a ideia de que o próprio seja livre por optar, seja em que circunstância for, pelo fim da sua existência terrena.

Vêm estas palavras a propósito de um último tema lançado para a opinião pública, objecto já de uma petição subscrita até por algumas personalidades que eu respeito, referente à eutanásia. E, sinceramente, estou cansado de ver, dia após dia, colocado na praça pública temas e temas fracturantes, como se o país não se visse confrontado com problemas muito mais graves.

Admito que a liberdade permite tal discussão e, por isso, não vou questionar tal facto, Porém, algum bom senso seria muito vantajoso.

Não nos chega já a despenalização do aborto, assim como a isenção das respectivas taxas, as quais temos que pagar quando efectivamente estamos doentes? O que faltará mais? Legalização do consumo de estupefacientes, da zoofilia, da necrofilia, do incesto, entre outras aberrações? Já agora, aproveitem, pois haverá sempre alguns anormais que hão-de bater palmas!

Quando estatisticamente está provado que cerca de 25% dos idosos sofrem de maus tratos por partes de familiares, seja por abandono ou mesmo por violência física e/ou psicológica, quando não existem instituições de rectaguarda que prestem dignamente cuidados paliativos, a aprovação da morte assistida será meio caminho para que a larga maioria dos que sofrem diariamente na pele, para além da doença, o desprezo dos familiares, bem como de uma sociedade individualista e, sobretudo, hedonista, solicitassem a aludida morte assistida. Não por convicção, estou certo, mas para terminar com o padecimento que quem mais lhe devia prestar apoio e que, pelo contrário, os acha um empecilho.

publicado por Hernani de J. Pereira às 22:49

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
17
18
20

21
24
26

28


arquivos

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO