O meu ponto de vista

Fevereiro 28 2006
Ricardo Almeida, deputado pelo PSD pelo Porto, foi apanhado, mais uma vez, a conduzir a velocidade superior a 200 Km/h.

Se isto, por si só, já é mau, imagine-se que no currículo daquele “ilustre” representante do povo, existem já cerca de duas dezenas de multas, quase todas pelo mesmo motivo e nas mais variadas regiões do país. E, ainda por cima, arquivadas, umas por incompetência dos serviços públicos, outras a pedido do próprio.

Argumentos justificativos do «artista» voador: “sou um deputado que cumpre horários. Não sou como outros que não chegam a horas às reuniões”.

Relembro que este insigne filho da nação tem no seu currículo profissional, após ter sido dirigente da Federação Académica do Porto, apenas e exclusivamente ser deputado.

E a terminar: o PSD não diz nada? O silêncio, por vezes, é ensurdecedor.

Hernâni de J. Pereira
publicado por Hernani de J. Pereira às 19:16

Fevereiro 21 2006
Ultimamente é raro estar de acordo com as posições de Vital Moreira.

Porém, hoje não resisto a, publicamente, fazer minhas as palavras daquele constitucionalista postas em http://causa-nossa.blogspot.com/.

Hernâni de J. Pereira
publicado por Hernani de J. Pereira às 21:46

Fevereiro 20 2006
Como neste espaço afirmei, v. g. post-it publicado em Novembro p.p., antes de mais diga-se, em abono da verdade, que estas aulas não passam de ocupação de alunos, uma vez que aulas de substituição, segundo o Estatuto da Carreira Docente, são prelecções onde se segue e cumpre um plano previamente elaborado. Mais prosaicamente e a título de exemplo, uma aula de substituição acontece quando o professor B ministra a matéria tal como faria o professor A, o qual por motivo de prever que ia faltar, preparou detalhadamente a planificação daquela e a deixou ao colega.

Mas deixando de lado estes preciosismos e colocando-nos no cerne da questão, pergunto: como pode a Fenprof (Federação Nacional dos Professores) afirmar que estas aulas só representam prejuízo para as actividades lectivas?

É necessária muita demagogia para se fazer uma afirmação destas. Senão vejamos.

Qual o professor, digno desse nome que, caso queira, não consegue estar em frente de 20/25 alunos, mesmo que não sejam seus, durante 45/90 minutos e desenvolver uma qualquer actividade do interesse dos alunos?

Os docentes serão assim tão mentecaptos que não possuem cultura e saber suficiente para ensinarem/discutirem com adolescentes?

Será que os professores, caso não queiram ministrar determinada matéria, não sabem analisar a notícia do dia, o acontecimento do ano, o filme da véspera, o programa televisivo de ontem, etc., etc.?

E, pasme-se (!!!), são estes sindicalistas que apregoam aos sete ventos de que a escola deve ser dialogante e interactiva. Sem mais comentários.

Hernâni de J. Pereira
publicado por Hernani de J. Pereira às 21:52

Fevereiro 12 2006
Já todos sabemos que a revolta dos muçulmanos sobre a publicação na Europa de caricaturas de Maomé, não tem a ver propriamente com a edição de tais desenhos, mas sim como uma forma encapotada de manter a oligarquia religiosa nos países árabes, bem como de perpetuar o poder ditatorial dos regimes na maioria daqueles. É do ABC da política de que é necessário incitar a populaça contra moinhos de vento para esconder os reais problemas do povo.
Por isso, para este peditório não darei mais. A televisão que deixe de transmitir as imagens dos ataque aos bens ocidentais e não dou dois dias para as manifestações não cessarem de imediato.

Outro caso são as declarações de Freitas do Amaral, nosso ministro dos negócios estrangeiros. As suas declarações são lamentáveis, hipócritas e, estou convencido, representam apenas e exclusivamente a sua pessoa. Observem a que ponto desceu tal político. Hoje, no Telejornal da RTP1, declarou "Quem têm sido os maiores agressores dos últimos tempos somos nós". Um homem pode descer mais baixo? Há alguma posição mais inferior do que estar de cócoras?

A liberdade tem os seus riscos. Porém, prefiro correr os seus riscos a viver no medo. Nessa ordem de ideias, grito a plenos pulmões. VIVA A LIBERDADE, mesmo quando é para ser usada em termos de mau gosto e ofensivos.

Hernâni de J. Pereira
publicado por Hernani de J. Pereira às 21:47

Análise do quotidiano com a máxima verticalidade e independência possível.
hernani.pereira@sapo.pt
Fevereiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
22
23
24
25

26
27


arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO